Pelo menos 15 mortos em Aleppo por bombardeio do regime, dizem opositores

  • Por Agencia EFE
  • 29/01/2014 16h37

Cairo, 29 jan (EFE).- Pelo menos 15 pessoas morreram nesta quarta-feira na cidade de Aleppo, no norte da Síria, por conta de bombardeios do regime com barris carregados de explosivos, assegurou a Coalizão Nacional Síria (CNFROS), a principal aliança opositora.

Em comunicado, a CNFROS afirmou que 15 pessoas morreram hoje no bairro de Al Maadi e outras 15 morreram ontem no bairro de Al Mayasar, ambos em Aleppo, pelo impacto de barris de explosivos lançados por helicópteros das forças governamentais.

Além disso, os opositores afirmaram que a aviação síria lançou mais de 20 destes barris na cidade de Daraya, nos arredores de Damasco, causando dezenas de feridos e derrubando alguns edifícios.

No plano humanitário, a Coalizão Nacional Síria afirmou que o regime continua bloqueando a ajuda dirigida às regiões sitiadas no país, especialmente na parte antiga da cidade de Homs, apesar de suas promessas de permitir o acesso.

“As últimas manobras do regime impedirão o progresso de soluções reais que possam representar a mudança que os sírios desejam”, ressaltou a CNFROS.

A oposição e o regime estão mantendo conversas desde 22 de janeiro na cidade suíça de Genebra para tentar encontrar uma solução pacífica ao conflito, que explodiu em março de 2011 e já causou mais de 100 mil mortes, de acordo com a ONU.

O mediador do processo de paz para a Síria, Lakhdar Brahimi, adiantou hoje que a primeira rodada de negociações entre o governo e a oposição será concluída na próxima sexta-feira, sem que até o momento se tenha conseguido “nada substancial”. EFE