Peña Nieto visita turistas mexicanos feridos no Egito em hospital

  • Por Agencia EFE
  • 18/09/2015 21h41

Cidade do México, 18 set (EFE).- O presidente do México, Enrique Peña Nieto, visitou nesta sexta-feira os seis feridos que estavam internados em um hospital da capital mexicana, após serem repatriados do Egito, onde sofreram um ataque das forças de segurança.

Em frente ao Instituto Nacional de Reabilitação, o líder disse à imprensa que os seis se encontram “muito conscientes”, com queimaduras e fraturas de diferentes graus, e que pôde falar com todos sobre o incidente.

Peña Nieto estava acompanhado das secretárias de Saúde, Mercedes Juan, e de Relações Exteriores, Claudia Ruiz Massieu, que retornou hoje no avião presidencial com os feridos e alguns parentes dos oito mortos no ataque.

De acordo com o presidente, um dos feridos, Juan Pablo, relatou o que houve no ataque com bombas lançadas pelas forças de segurança egípcias, que confundiram os turistas com terroristas quando estavam perto do oásis de Bahareya, no deserto ocidental.

O governo mexicano afirmou que continuará a pedir que o Egito realize “uma investigação profunda deste caso” e que dê “as garantias necessárias para a reparação do dano às vítimas”. Além disso, auxiliará as famílias no processo legal para reivindicar seus direitos diante do governo egípcio.

Peña Nieto detalhou que os seis pacientes estão sendo “bem atendidos” e que espera que “em breve possam sair da internação e para retornar às suas casas”.

Sobre a repatriação dos corpos das vítimas, Peña Nieto disse acreditar que a transferência possa ocorrer “em algum momento da próxima semana”, já que permanecem no Egito por “normas do direito internacional para práticas de ordem pericial”. EFE

pem/vnm