Pequenos empresários tentam manter otimismo com 2015 incerto

  • Por Jovem Pan
  • 14/11/2014 11h29

Os pequenos empresários tentam manter o otimismo e a persistência diante de um 2015 nebuloso. Os principais desafios para quem quer iniciar o próprio negócio estão na burocratização de tarefas simples e na alta carga tributária.

O BNDES, no entanto, aposta na possível chegada de mais investimentos para a criação de novas empresas no país. O presidente do banco, Luciano Coutinho, disse a Victor La Regina que o mercado de capitais deve investir mais no surgimento de pequenas iniciativas.

*Ouça os detalhes no áudio

Discursando para uma plateia de empresários, Coutinho afirmou que enxerga os próximos quatro anos com um relativo otimismo. O diretor presidente da BMF Bovespa, Edemir Pinto, compartilha do sentimento e aposta na entrada de mais empresas na Bolsa em 2015.

Após registrar apenas uma abertura de capital em 2014, a Bovespa estima que 60 empresas esperam para realizar o processo no ano que vem. A situação começou a mudar depois que a Bolsa de Valores de São Paulo criou diretrizes específicas para a entrada de pequenas e médias empresas.