Perícia médica de Genoino durou uma hora e meia

  • Por Daniel Lima - Repórter da Agência Brasil
  • 13/04/2014 10h10
BRASÍLIA, DF - 12.06.2013: PEC/DEFENSORES/VOTAÇÃO/DF - O plenário da Câmara votou e aprovou a Proposta de Emenda à Constituição 207/12, do Senado, que estende às defensorias públicas da União e do Distrito Federal a autonomia funcional e administrativa concedida às defensorias estaduais. Defensores públicos da União que protestavam na Galeria, comemoraram o resultado positivo da votação. (Foto: André Borges/Folhapress)José Genoíno

Durou aproximadamente 1 hora e 30 minutos a nova perícia médica do ex-deputado José Genoino, condenado a quatro anos e oito meses de prisão na Ação Penal 470, o processo do mensalão. Ele chegou por volta das 14h07 ao Instituto de Cardiologia do Distrito Federal (ICDF) acompanhado da mulher, do filho e de uma assessora.  Genoino deixou a unidade hospitalar sem falar com a imprensa, que foi mantida a distância pela segurança.

A perícia não foi feita pelo instituto, mas sim por uma junta médica do Hospital Universitário de Brasília (HUB) que usou as instalações e os equipamentos. Constou de avaliação física, pois os exames laboratoriais já tinham sido feitos, informou o ICDF, que não deu mais detalhes dos procedimentos.

Com base no resultado da perícia, o presidente do Supremo Tribunal Federal, Joaquim Barbosa, vai decidir se Genoino continuará em prisão domiciliar ou retornará ao Presídio da Papuda, no Distrito Federal.