Pesquisa: 68% do americanos duvidam que Obama conseguirá derrotar o EI

  • Por Agencia EFE
  • 14/09/2014 13h59

Washington, 14 set (EFE).- Uma pesquisa divulgada neste domingo revelou que 68% dos americanos expressaram falta de confiança que a estratégia anunciada por Barack Obama consiga eliminar a ameaça do grupo jihadista Estado Islâmico (EI), embora 62% aprovem uma intervenção.

A pesquisa foi realizada pela emissora “NBC”, o jornal “Wall Steet Journal” e a empresa de consultoria “Annenberg”, depois do anúncio de Obama e antes que o grupo reivindicasse a execução de um voluntário britânico.

A pesquisa revela que 68% indicaram ter “um pouco” ou “muito pouca” confiança de que os objetivos do presidente Obama de degradar e eliminar a ameaça do EI serão cumpridos.

Enquanto isso, 28% disseram que tinha “bastante” ou “grande” confiança de que o Governo atingiria seu objetivo.

No entanto, 62% expressaram apoio à decisão de Obama de realizar ações contra o EI no Iraque e Síria, enquanto 22% se opuseram.

Obama anunciou nesta semana a nova estratégia para combater os jihadistas, baseada na extensão dos bombardeios seletivos iniciados em agosto no Iraque em território sírio, assim como em armar e treinar os rebeldes moderados nesse país para que os façam frente.

O pesquisador democrata Peter Hart, que colaborou na realização da pesquisa, disse que a diferença com outras campanhas militares é que “os americanos são céticos sobre se esta dará resultados”.

Quanto à gestão da política externa, o líder recebeu uma aprovação de 38%.

O EI, que se instalou em uma faixa de território entre Iraque e Síria, executou dois jornalistas americanos e no sábado reivindicou a morte de um voluntário britânico.

A pesquisa foi realizada entre 11 e 13 de setembro com 544 pessoas registradas como eleitores e tem uma margem de erro de 5,5 pontos percentuais. EFE