Pesquisa mostra vantagem de 53% a 47% para saída do Reino Unido da UE

  • Por Estadão Conteúdo
  • 13/06/2016 14h00
Brexit

Uma pesquisa elaborada pelo instituto ICM e divulgada pelo jornal The Guardian, nesta segunda-feira (13), mostra 6 pontos porcentuais de vantagem para a saída do Reino Unido da União Europeia no plebiscito que o país vota sobre o tema no próximo dia 23. De acordo com a sondagem realizada por telefone e pela internet, as intenções para a o “brexit” (expressão que designa a saída dos britânicos da UE), tem 53% dos votos válidos, enquanto os que desejam continuar no bloco representam 47% do total desses votos válidos.

A pesquisa foi realizada ao longo do fim de semana. Em sondagem similar da ICM de uma quinzena atrás, havia 52% que defendiam a saída e 48% pela permanência. Na pesquisa mais atual, tanto nas consultas online como pelo telefone o resultado foi o mesmo.

O próprio Guardian cita, em seu site, o professor John Curtice, da Universidade Strathclyde, que analisa os dados disponíveis sobre o risco de saída do Reino Unido da UE, o referido “Brexit”. Segundo a compilação do especialista de números de várias pesquisas recentes, a média das sondagens mostra, agora, 52% dos eleitores pela saída da e 48% pela permanência. Curtice disse que, nas últimas duas semanas, tem havido um enfraquecimento da posição pela permanência no bloco.

Por fim, de acordo com o periódico, o número de indecisos diminuiu na última sondagem. Entre os consultados por telefone, 6% ainda não haviam se posicionado, enquanto na internet 7% dos entrevistados mostraram-se indecisos.