Pesquisas dão liderança à Macron na reta final da corrida eleitoral francesa

  • Por Estadão Conteúdo
  • 21/04/2017 20h43
FR9 PARÍS (FRANCIA), 01/03/2017.- El candidato socioliberal a la Presidencia francesa, Emmanuel Macron (c), cata un vino durante su visita a la Feria Internacional de la Agricultura en París, Francia, hoy, 1 de marzo de 2017. Macron opinó hoy que el aspirante conservador, François Fillon, ha perdido "el sentido de la realidad" por tildar su imputación de "asesinato político". La primera vuelta de las elecciones presidenciales se celebrará el próximo 23 de abril. EFE/Christophe Petit TessonEmmanuel Macron - EFE

Pesquisas de intenção de voto para as eleições presidenciais deste domingo na França apontaram mais uma vez a liderança, ainda que apertada, do candidato centrista Emmanuel Macron, que aparece na frente em dois dos três levantamentos divulgados nesta sexta-feira, ainda que acompanhado de perto pela líder da Frente Nacional, Marine Le Pen, de extrema-direita

A pesquisa feita pelo Ifop-Fiducial, que ouviu o maior número de eleitores (2.823), foi a que apresentou a maior vantagem para Macron, com 24,5% das intenções de voto no primeiro turno, enquanto sua principal opositora, Le Pen, aparece com 22,5%. O conservador François Fillon vem na sequência, com 19,5%, e o esquerdista Jean-Luc Mélenchon fica 18,5% dos votos. 

O levantamento feito pela Odoxa também mostrou os mesmos 24,5% de intenções de voto para Macron, mas, ao ouvir 953 pessoas, identificou um porcentual maior de eleitores, 23%, dispostos a dar seu voto a Le Pen. Fillon e Mélenchon apareceram empatados com 19% cada. 

Já a pesquisa feita pela BVA, com 1.494 eleitores, mostra empate entre Macron e Le Pen. Os dois aparecem com os mesmos 23% das intenções de voto. Este levantamento também dá leve vantagem ao esquerdista Mélenchon em relação ao conservador Fillon, com 19,5% e 19%, respectivamente. Esta é a única instituição que não estendeu a pesquisa para o segundo turno. 

Ifop-Fiducial e Odoxa mostraram que, em uma provável disputa direta entre Macron e Le Pen na votação de 7 de maio, o centrista leva vantagem. O levantamento da primeira instituição aponta que Mácron fica 21 pontos porcentuais (p.p.) a mais que sua concorrente, com 60,5% das intenções de voto, frente os 39,5% de Le Pen. Já a Odoxa indicou uma vantagem ainda maior, de 24 p.p. para o candidato, que fica com 62%, frente os 38% para Le Pen. 

Ifop-Fiducial fez as consultas junto aos eleitores franceses entre os dias 18 e 21 de abril, enquanto BVA fez o levantamento entre a quinta e a sexta-feira. A Odoxa, por sua vez, fez o levantamento hoje (21).