Pesquisas indicam que Macron lidera eleições; 2º lugar é disputado

  • Por EFE com Jovem Pan
  • 23/04/2017 15h29
FR9 PARÍS (FRANCIA), 01/03/2017.- El candidato socioliberal a la Presidencia francesa, Emmanuel Macron (c), cata un vino durante su visita a la Feria Internacional de la Agricultura en París, Francia, hoy, 1 de marzo de 2017. Macron opinó hoy que el aspirante conservador, François Fillon, ha perdido "el sentido de la realidad" por tildar su imputación de "asesinato político". La primera vuelta de las elecciones presidenciales se celebrará el próximo 23 de abril. EFE/Christophe Petit TessonEmmanuel Macron - EFE

O candidato social liberal Emmanuel Macron, ganharia o primeiro turno das eleições presidenciais da França neste domingo, conforme estimativas de voto informadas pela edição digital do jornal suíço “20Minutes”.

De acordo com essa publicação, o segundo lugar estaria sendo disputado entre a candidata da extrema direita Marine Le Pen (Frente Nacional) e o conservador François Fillon (Os Republicanos).

O jornal suíço, que faz referência a dois institutos de pesquisa de intenção de voto, mas não os não identifica, disse que o Macron (Em Movimento) teria recebido 24,25% dos votos, conforme uma dessas empresas, e 24%, com base na outra. Ele indicou também que, segundo os resultados do primeiro instituto, Marine e o candidato de extrema esquerda Jean-Luc Mélenchon (França Insubmissa) estariam empatados com 20% dos sufrágios cada um, enquanto Fillon teria ficado com 18%.

Os dados do segundo instituto de pesquisas colocam Marine no segundo lugar, com 22%, e Fillon no terceiro, com 20,5%. Mélenchon estaria na quarta posição, com 18%.

O jornal suíço “Le Temps”, por sua vez, apontou em seu site que Macron teria conseguido de 23% a 25% das preferências do eleitorado, enquanto que Marine e Fillon “lutam voto a voto pela segunda colocação”. O meio ressaltou que seus dados são “estimativas de voto de três institutos de pesquisa e não sondagens de boca de urna” e que o levantamento foi realizado mediante um questionário pela internet.

Na França, uma lei de 19 de julho de 1977 proíbe a divulgação de pesquisas relativas às eleições presidenciais no fim de semana da votação. Além disso, a comissão de sondagens da França fechou um acordo com os principais institutos para não realizar pesquisas de boca de urna, segundo a rede de TV francesa “BFMTV”.