Polícia do Irã define como mulheres devem se vestir neste inverno

  • Por Agencia EFE
  • 06/12/2014 11h49

Teerã, 6 dez (EFE).- A polícia do Irã estabeleceu neste sábado o código de vestimenta para as mulheres neste inverno e advertiu que as que não o cumprirem serão levadas a sedes para que adequem sua aparência, disse o chefe da polícia de Segurança Moral, o coronel Mohamad Massoud Zahedian.

“O gorro não é um véu integral para as mulheres”, avisou Zahedian, e alertou que “enfrentaremos todas aquelas que usarem casacos curtos, justos e com imagens que sejam alheias à cultura iraniana”.

Entre as peças proibidas estão “as malhas que marquem o corpo ou com desenhos vulgares”, informou a página oficial da polícia.

Zahedian lembrou que a Polícia de Moralidade, que vigia as ruas, levará todas as que não respeitarem o código “para as designadas sedes para que modifiquem sua aparência”, sem dar mais explicações sobre esses lugares.

“A castidade e o véu das mulheres estão definidos na sociedade. Pode ser que uma vestimenta cubra bem, mas que tenha um estilo de demonstrar a beleza ou de exibicionismo” que ponha em perigo a castidade da sociedade, alegou Zahedian.

No Irã, por lei, as mulheres devem ficar com todo o corpo coberto, incluídos braços, pernas, cabelo e pescoço.

Mas muitas, principalmente as mais jovens em grandes cidades como Teerã ou Isfahan, cortam as mangas compridas dos “capas” e usam só um terço da cabeça coberto com lenços.

Grupos radicais pediram em várias ocasiões que as autoridades obriguem as mulheres a cumprir com mais rigor o código de vestimenta islâmico. EFE