Polícia Federal prende quadrilha que enviava drogas para a máfia italiana

  • Por Jovem Pan
  • 21/03/2014 08h25

A Polícia Federal prendeu 12 pessoas acusadas de integrar uma quadrilha responsável pelo envio de drogas principalmente para a máfia italiana. As investigações tiveram início há pouco mais de um ano após o recebimento de um pedido de cooperação jurídica internacional.

Durante o período, apurou-se que o grupo criminoso era formado por brasileiros, italianos, bolivianos, sérvios, ingleses entre outros. O bando adquiria cocaína pura no Peru e na Bolívia e a trazia para o Brasil; daqui enviava em navios de carga para diversos portos europeus.

A droga tinha a Itália como principal destino, sendo os compradores pertencentes à máfia Ndrangheta, atuante na região da Calábria. O coordenador da Operação Monte Pollino, Osvaldo Scalezi Júnior, disse que funcionários do Porto de Santos facilitavam o envio do entorpecente.

*Ouça os detalhes no áudio

O coordenador geral de Repressão a Drogas da Policia Federal afirma que das 12 prisões, 10 ocorreram no Brasil, um na Itália e uma na Espanha. Em entrevista ao repórter Andre Aguiar, o delegado Cezar Luiz de Souza destacou que a cooperação entre os países foi fundamental para o resultado.

A Polícia Federal estima que a quadrilha enviava semanalmente de 100 a 150 quilos de cocaína para a Europa. A Justiça já determinou o sequestro de bens, contas e imóveis e foram apreendidos 760 mil dólares, 10 veículos e mais de uma tonelada de drogas.