Polícia Militar estuda separar Corpo de Bombeiros da corporação em SP

  • Por Jovem Pan
  • 31/05/2014 08h39

A Polícia Militar de São Paulo criou comissão para estudar a separação do Corpo de Bombeiros, que tem hoje 8.600 mil homens. Bahia, Paraná, Rio Grande do Sul e São Paulo são os Estados que mantém bombeiros subordinados ao comando da PM.

Dos quatro, apenas os paulistas não iniciaram o processo de emancipação, assunto sempre tratado como um tabu. O comandante-geral da PM, coronel Benedito Meira, revelou que vai respeitar a posição do grupo criado para debater o tema.

*Ouça os detalhes no áudio

A comissão, que discute a emancipação dos bombeiros em São Paulo, terá de apresentar o relatório com custos e impactos em dois meses. Em entrevista à repórter Renata Perobelli, o comandante dos bombeiros, coronel Marco Aurélio Alves, afirmou ser favorável à separação.

Nos próximos dias, será encaminhado à Assembleia Legislativa o projeto que cria o Código Estadual de Proteção contra Incêndios e Emergências. Se aprovado, o bombeiro com poder de polícia administrativa poderá advertir, notificar, multar infrator e interditar espaço público ou privado.