Polícia prende 30 pessoas por envolvimento em tiroteio no leste da Ucrânia

  • Por Agencia EFE
  • 15/03/2014 07h03

Kiev, 15 mar (EFE).- Cerca de 30 pessoas foram detidas após o tiroteio que deixou dois mortos ontem à noite no centro de Kharkiv, cidade no leste da Ucrânia, informou neste sábado o ministro do Interior do país, Arsen Avakov.

“Foram detidas cerca de 30 pessoas dos dois grupos que participaram do conflito. Há dois mortos e vários feridos, entre eles um policial, que se encontra em estado grave”, escreveu Avakov em seu perfil no Facebook.

O ministro acrescentou que após “a troca de tiros entre os radicais”, foram apreendidas armas tanto dos ultranacionalistas ucranianos como dos manifestantes pró-russos.

O chefe da administração regional de Kharkiv, Igor Baluta, denunciou que o enfrentamento foi uma “provocação muito bem planejada”.

Explicou que a troca de tiros aconteceu depois que um micro-ônibus, que era procurado pela polícia, se aproximou de um grupo de manifestantes pró-russos e seus ocupantes lançaram bombas contra eles.

Baluta disse à agência “Interfax-Ukraini” esse mesmo veículo tinha sido utilizado por homens mascarados no último dia 8 para atacar os participantes de um comício pró-russo.

Segundo testemunhas, citados pela emissora russa “Rossía 24”, após o incidente na praça, os manifestantes se deslocaram em direção à sede do grupo ultranacionalista ucraniano Pravy Sektor (setor da direita, tradução livre) junto à qual estava estacionado o micro-ônibus, e tentaram invadi-la.

Os ultranacionalistas revidaram com tiros e o edifício acabou cercado pela polícia.

Depois de várias horas de negociações, os militantes do Pravy Sektor depuseram suas armas e se entregaram à polícia. EFE