Polícia suspeita que casal tem envolvimento em morte de zelador em São Paulo

  • Por Jovem Pan
  • 03/06/2014 11h20

Um casal teve prisão temporária decretada sob suspeita de envolvimento na morte do zelador na Casa Verde, zona Norte de São Paulo. Estão detidos o publicitário Eduardo Tadeu Pinto Martins, de 47 anos, e a mulher dele, a advogada Ieda Cristina Cardoso da Silva Martins, de 42 anos.

Eles foram presos pela morte e ocultação de cadáver de Jezi Lopes de Souza, de 63 anos, que trabalhava no prédio onde o casal mora, na rua Zanzibar. O zelador foi visto pela última vez na sexta-feira dentro do prédio de 22 andares quando entregava as correspondências dos moradores.

As câmeras de segurança do condomínio registraram o momento em que o zelador saiu do elevador em um andar e desapareceu. O delegado Ismael Rodrigues, titular da 4ª Delegacia Seccional, contou como o morador do apartamento 111 teria cometido o crime.

*Ouça os detalhes no áudio

De acordo com a polícia, o morador confessou o crime e disse que a morte ocorreu após luta corporal, quando o zelador bateu a cabeça na porta. A supervisora Sheila Viana de Sousa, de 27 anos, filha do zelador, afirmou ao repórter Tiago Muniz que já desconfiava do suspeito.

Uma testemunha, moradora do edifício, teria relatado que ouviu gritos e discussão na qual alguém “pedia para parar”. Segundo o advogado da família, Robson Alves de Souza, desde o crime, o publicitário foi e voltou da Praia Grande pelo menos duas vezes:

A polícia constatou que o acusado saiu do prédio arrastando uma mala escura e “um saco de grande porte” no final da tarde de sexta-feira. As imagens demonstram que a bagagem estava pesada e foi colocada pelo casal dentro do carro, registrado em nome da mulher do publicitário.