CPI da Covid-19 aprova quebras de sigilo de Pazuello e Ernesto Araújo; veja como foi a sessão

Oitiva do governador do Amazonas estava marcada para esta quinta-feira, mas ele decidiu não comparecer após habeas corpus concedido pela Corte

  • Por Jovem Pan
  • 10/06/2021 10h12 - Atualizado em 10/06/2021 12h08
Jefferson Rudy/Agência SenadoPauta da sessão desta quinta-feira é formada por 36 requerimentos

Com a decisão do governador do Amazonas, Wilson Lima (PSC), de não comparecer à CPI da Covid-19, a sessão desta quinta-feira, 10, será destinada à votação de requerimentos de quebras de sigilo de alvos das investigações. Na madrugada de hoje, a ministra Rosa Weber, do Supremo Tribunal Federal (STF), concedeu habeas corpus ao gestor estadual por entender que, como Lima é investigado pelo Superior Tribunal de Justiça (STJ), ele tem o direito de não se incriminar na comissão. Ele seria o primeiro dos nove governadores a ser ouvido pelos senadores.

A pauta desta quinta-feira, elaborada pelo senador Omar Aziz (PSD-AM), presidente da comissão, possui 36 itens, como as quebras de sigilo telefônico e telemático de Eduardo Pazuello (ex-ministro da Saúde), Ernesto Araújo (ex-ministro das Relações Exteriores), Filipe Martins (assessor da Presidência para assuntos internacionais), Carlos Wizard Martins (empresário), Elcio Franco Filho (ex-secretário-executivo do Ministério da Saúde), Mayra Pinheiro (secretária do Ministério da Saúde), Nise Yamaguchi (médica oncologista e imunologista), David Almeida (prefeito de Manaus), Alexandre Figueiredo Costa e Silva (auditor do TCU apontado como autor do relatório falso sobre mortes causadas por Covid-19), entre outros. Acompanhe a cobertura ao vivo da Jovem Pan: 

11:30 – Sessão é encerrada 

Omar Aziz (PSD-AM), presidente da CPI da Covid-19, encerrou a sessão.

11:17 – Aprovadas as quebras de sigilo 

Os senadores aprovaram as quebras de sigilo telefônico e telemático de Mayra Pinheiro (secretária do Ministério da Saúde), Marcos Eraldo Arnoud (ex-marketeiro de Pazuello no Ministério da Saúde), Filipe Martins (assessor da Presidência para assuntos internacionais), Ernesto Araújo (ex-ministro das Relações Exteriores), Eduardo Pazuello (ex-ministro da Saúde), Carlos Wizard Martins (empresário), Zoser Plata Bondin Hardman de Araújo (advogado e assessor de Pazuello no Ministério da Saúde), Túlio Silveira (representante da farmacêutica indiana Bharat Biotech), Paolo Zanotto (virologista), Marcellus Campelo (ex-secretário de Saúde do Amazonas), Luciano Dias Azevedo (médico), Hélio Angotti Neto (secretário do Ministério da Saúde), Francisco Ferreira Filho (coordenador do comitê de crise no Amazonas), Francisco Emerson Maximiano (sócio da Precisa Medicamentos), Francieli Fontana Sutile Tardetti Fantinato (coordenadora do Plano Nacional de Imunização), Flávio Werneck (assessor especial para assuntos internacionais do Ministério da Saúde), Antonio Elcio Franco Filho (ex-secretário-executivo do Ministério da Saúde), Camile Giaretta Sachetti (ex-servidora do Ministério da Saúde), Arnaldo Correia de Medeiros (secretário do Ministério da Saúde), Alexandre Figueiredo Costa e Silva (auditor do TCU apontado como autor do relatório falso sobre mortes causadas por Covid-19).

11:08 – CPI da Covid-19 aprova convocação de ministro da CGU

Os senadores aprovaram a convocação do ministro da Controladoria-Geral da União (CGU), Wagner Rosário. Apenas Marcos Rogério (DEM-RO), governista, votou contra.

10:45 – Governista pede que requerimentos de quebra de sigilo sejam retirados da pauta

O senador Marcos Rogério (DEM-RO), integrante da bancada governista na CPI da Covid-19, pediu que os requerimentos de quebra de sigilo sejam retirados da pauta, com exceção do ex-secretário de Saúde do Amazonas Marcellus Campelo. Questão de ordem foi indeferida pelo presidente da comissão, Omar Aziz (PSD-AM).

10:24 – Senador sugere transformar convocação de governadores em convite

Suplente da CPI da Covid-19, o senador Rogério Carvalho (PT-SE) afirmou que apresentará requerimento para transformar a convocação dos governadores em convites. Como convocados, os depoentes têm a obrigação de dizer a verdade.

10:14 – Senado vai recorrer da decisão do STF 

O senador Omar Aziz (PSD-AM) afirmou que o Senado vai recorrer da decisão da ministra Rosa Weber, do Supremo Tribunal Federal (STF), que concedeu habeas corpus ao governador do Amazonas, Wilson Lima, que seria ouvido nesta quinta-feira, 10. “Respeitamos a decisão da ministra Rosa Weber, mas acredito que o governador do Estado do Amazonas perde uma oportunidade ímpar de esclarecer ao Brasil e ao povo amazonense o que de fato aconteceu no Estado do Amazonas. O que aconteceu no Amazonas não é uma coisa rotineira: pessoas perderam a vida e o governador poderia explicar isso ao povo amazonense. Ele não terá uma oportunidade como teria hoje, se estivesse aqui. Ele poderia dizer o que realmente se passou. Não faço pré-julgamento, mas, governador, Vossa Excelência perde uma oportunidade gigante em sua vida, em sua história”, disse Aziz. “Não dá para querer proteger alguém. Não dá. Espero que o ex-secretário [de Saúde do Estado] Marcellus Campelo possa esclarecer aquilo que não está sendo esclarecido nesse momento. Não vamos cessar a nossa busca pela verdade”, acrescentou.

10:12 – Omar Aziz abre a sessão 

Presidente da CPI da Covid-19, o senador Omar Aziz (PSD-AM) deu início aos trabalhos da comissão.