Bolsonaro faz aceno ao União Brasil: ‘Gostaria que viesse conosco’

Presidente da República sinaliza à legenda que conta com fundo eleitoral e partidário de R$ 1 bilhão, mas ressalta que a ‘decisão é interna do partido’

  • Por Jovem Pan
  • 31/05/2022 16h29
Alan Santos/PR - 27/05/2022 Presidente Jair Bolsonaro Presidente Jair Bolsonaro havia declarado que as eleições no Brasil eram decididas em uma 'sala secreta' do Tribunal Superior Eleitoral

O presidente Jair Bolsonaro (PL) realizou um aceno ao União Brasil durante entrevista nesta terça-feira, 31. Ao ser questionado sobre o cenário político, o mandatário alegou que ‘a decisão é interna do partido [União Brasil], mas gostaria que ele viesse conosco”. O deputado federal Luciano Bivar (União Brasil-PE) atualmente ocupa o cargo de presidente nacional da legenda e é pré-candidato na corrida ao Planalto nas eleições deste ano. Em 2018, Bivar comandava o PSL – partido que cedeu a chapa presidencial a Bolsonaro e sigla pelo qual Jair tornou-se chefe do Executivo federal. Após divergências, o mandatário se desfiliou do PSL e o partido se uniu ao DEM para formar o União Brasil.

Bolsonaro ainda alegou que Bivar tinha “um sonho” de concorrer à presidência da República como vice quando ambos ainda eram colegas de legenda. “Agora (o sonho) de ser a voz (do partido) e ser candidato a presidente”, afirmou o comandante do Planalto. O chefe do Executivo ressaltou ainda que a terceira via “dificilmente” terá sucesso e que a saída da pré-candidatura do ex-governador de João Doria (PSDB) da corrida eleitoral “não fez diferença”. “Ele estava na casa de 1%. O eleitor que decide. Está polarizado, dificilmente teremos uma terceira via no Brasil. O eleitor do Doria que decide entre eu e o Lula”, argumentou.