Conselho de Ética da Câmara vota a favor da suspensão do mandato de Daniel Silveira por seis meses

O parecer, de autoria do deputado Fernando Rodolfo (PL-PE), foi aprovado por 12 votos a 8; afastamento ainda precisa ser votado em plenário

  • Por Jovem Pan
  • 07/07/2021 15h29 - Atualizado em 07/07/2021 16h58
Cleia Viana/Câmara dos DeputadosDeputado Daniel Silveira está preso por violar 36 vezes o uso da tornozeleira eletrônica

O Conselho de Ética da Câmara dos Deputados aprovou nesta quarta-feira, 7, a suspensão do mandato do deputado federal Daniel Silveira (PSL-RJ) por seis meses. O parecer, de autoria do deputado Fernando Rodolfo (PL-PE), foi aprovado por 12 votos a 8. O afastamento ainda precisa ser votado em plenário. Alguns parlamentares de esquerda defenderam a cassação. O relator, no entanto, disse que a medida seria extrema e que o deputado agiu “nos limites do exercício de seu mandato”.  Silveira está preso desde o fim de junho, após violar 36 vezes o uso da tornozeleira eletrônica. Ele já havia sido detido em fevereiro por divulgar um vídeo em que fez apologia ao AI-5 e ataca ministros do Supremo Tribunal Federal (STF). O parlamentar também é alvo de outros dois processos no Conselho de Ética. Um deles, por ter gravado uma reunião do PSL sem autorização, foi votado na semana passada e aprovado, com suspensão do mandato por dois meses.