Datena reage à desistência de Doria à Presidência: ‘Espero que cumpra a palavra e renuncie ao governo de SP’

Para o apresentador e pré-candidato ao Senado, se o governador mudar os planos de última hora em relação a SP, ele vai ‘sair como traidor’

  • Por André Siqueira
  • 31/03/2022 11h47 - Atualizado em 31/03/2022 12h53
CHARLES SHOLL/RAW IMAGE/ESTADÃO CONTEÚDO Datena José Luiz Datena é apresentador de televisão e pré-candidato ao Senado Federal

O apresentador de TV e pré-candidato ao Senado Federal José Luiz Datena (PSD) comentou com a Jovem Pan a provável desistência do governador de São Paulo, João Doria (PSDB), de concorrer ao cargo de presidente da República em outubro de 2022. Ele disse que espera, independentemente do futuro político do tucano, que ele deixe o comando do Palácio dos Bandeirantes antes do final do período de janela partidária, em abril, como havia combinado que faria para poder lançar sua candidatura ao Planalto. “Eu só espero que o Doria cumpra com a palavra dele e renuncie ao cargo de governador [de São Paulo]. Senão, ele entra na história como traído [pelos tucanos pró-Eduardo Leite] e vai sair como traidor. Só espero que ele cumpra com o que ele falou”, declarou Datena à reportagem.

O movimento de Doria gerou reações imediatas no ninho tucano. O vice-governador do Estado de São Paulo, Rodrigo Garcia (PSDB), pediu demissão da Secretaria de Governo, o coração da administração paulista, e avalia deixar o PSDB – ele é cotado no União Brasil, sigla que nasceu da fusão entre DEM, sigla à qual Garcia foi filiado por mais de 25 anos, e PSL. Segundo relatos feitos à Jovem Pan, o vice-governador abandonará os correligionários se o governador de São Paulo permanecer à frente do governo até o final do ano.