Campanha de Ciro processa candidato a deputado e perfil do Twitter por filtro de apoio a Lula

PDT diz que atitude causaria “confusões na mente do eleitorado brasileiro”, como por exemplo, de Ciro apoiar Lula

  • Por Jovem Pan
  • 17/09/2022 18h50
Divulgação Campanha de Lula e Ciro PDT alega que os acusados usaram um filtro nas publicações chamado "Prefiro Lula" que supostamente seria uma cópia do filtro "Prefiro Ciro"

A campanha do candidato à Presidência da República pelo PDT, Ciro Gomes, processa o advogado e candidato a deputado federal Augusto de Arruda Botelho (PSB) e o perfil no Twitter “@jairmearrependi” por manifestarem apoio à candidatura do ex-presidente e candidato ao cargo nestas eleições Luiz Inácio Lula da Silva (PT) com um filtro nas redes sociais semelhante à campanha do pedetista. A ação foi protocolada no Tribunal Superior Eleitoral (TSE). No processo, o PDT alega que os acusados usaram um filtro nas publicações chamado “Prefiro Lula” que supostamente seria uma cópia do filtro “Prefiro Ciro”, que é usado na campanha de Ciro Gomes. O partido diz que essa atitude causaria “confusões na mente do eleitorado brasileiro”, como por exemplo, de Ciro apoiar Lula. Em sua defesa, Augusto de Arruda Botelho ironizou a ação da campanha de Ciro. “Gente, é essa a imagem que o Ciro pede na Justiça que eu não divulgue. Não espalhem!”, escreveu nas redes sociais. Já o perfil do Twitter divulgou uma nota sobre o caso, dizendo que “a paródia visual e a sátira em eleições é algo comum em todas as democracias” e que prefere “acreditar que ele [Ciro Gomes] desconhece o envolvimento de seu nome nesse tipo de ação minúscula, sendo mais uma atrapalhada criada por sua assessoria”, informou.

 

Comentários

Conteúdo para assinantes. Assine JP Premium.