Ciro faz aceno a Tebet como vice, mas senadora não abre mão de encabeçar chapa à Presidência

Pedetista afirmou que emedebista é a única postulante da terceira via com quem aceitaria se aliar; parlamentar rechaça possibilidade de deixar a corrida pelo Planalto

  • Por Jovem Pan
  • 12/05/2022 18h22
BECKER/FUTURA PRESS/ESTADÃO CONTEÚDO E DIDA SAMPAIO/ESTADÃO CONTEÚDO Montagem com fotos dos pré-candidatos Ciro Gomes e Simone Tebet Ciro Gomes é pré-candidato à Presidência do PDT, enquanto Simone Tebet é a postulante do MDB

O pré-candidato à Presidência da República Ciro Gomes (PDT) fez um aceno à senadora Simone Tebet (MDB), nesta quinta-feira, 12. Em entrevista à Rádio Bandeirantes, o pedetista afirmou que a emedebista, classificada como uma pessoa “diferente” e que terá “um papel importante” no cenário eleitoral brasileiro, é a única postulante da chamada terceira via com quem ele aceitaria compor uma chapa. Se depender de Tebet, porém, o movimento não renderá frutos. Auxiliares ouvidos pela Jovem Pan disseram que a parlamentar agradeceu os elogios do cearense, mas enfatizou, mais uma vez, que não abrirá mão de sua candidatura ao Palácio do Planalto. Simone defende que, como representante das mulheres na política, não pode ficar em segundo plano.

A senadora disputa com o ex-governador João Doria (PSDB) a vaga de pré-candidata do autointitulado “centro-democrático”. A terceira via, composta por MDB, PSDB e Cidadania, irá realizar pesquisas quantitativa e qualitativa para definir qual nome irá encabeçar o projeto do grupo. Como os dois políticos têm intenções de voto parecidas, a escolha deve ser decidida por “questões políticas”, aponta um interlocutor tucano. Ou seja, será avaliado, além dos índices de rejeição, a capacidade do pré-candidato de reunir palanques nos Estados e os apoios dos diretórios e dos parlamentares. Com base nesses critérios, os envolvidos na negociação apostam que Tebet está na frente de Doria, uma vez que o ex-governador de São Paulo é rejeitado por uma ala significativa do PSDB.