Com federação descartada, União Brasil, PSDB e MDB se reúnem em busca de solução para candidatura única à Presidência

Dirigentes das legendas se encontrarão novamente em abril para definir os critérios da escolha do representante do bloco na corrida presidencial; até, cada partido deve seguir com seus pré-candidatos

  • Por Jovem Pan
  • 14/03/2022 15h12 - Atualizado em 16/03/2022 14h06
Divulgação/União Brasil Baleia Rossi, Luciano Bivar e Bruno Araújo apertando as mãos Presidentes Baleia Rossi, do MDB, Luciano Bivar, do União Brasil, e Bruno Araújo, do PSDB, se reuniram no último domingo

Após o MDB descartar a federação partidária com União Brasil e com o PSDB, os partidos iniciaram conversas para buscar a definição da tão sonhada candidatura única da terceira via para as eleições presidenciais de outubro. Os presidentes Baleia Rossi, do MDB, Luciano Bivar, do União Brasil, e Bruno Araújo, do PSDB, se encontraram no último domingo, 13, para discutir a formação de uma coligação e a realização de uma eleição interna entre as legendas para definir o candidato do bloco. Segundo Rossi, os dirigentes se reunirão novamente em abril para “estudar critérios de escolha de um nome único ao Planalto”. Até lá, cada partido deve continuar com a sua pré-candidatura ao Palácio do Planalto. O MDB anunciou a senadora Simone Tebet (MDB-MS) como postulante ao cargo, enquanto o PSDB escolheu o governador de São Paulo, João Doria (PSDB). Em suas redes sociais, o presidente do MDB reforçou que s sigla “defende e defenderá” a postulação da parlamentar. O União Brasil ainda não lançou seu candidato, mas já adiantou que tem planos de lançar um nome próprio. Juntos, os partidos deverão ter a maior fatia do fundo eleitoral e partidário para as campanhas.