Flávio Bolsonaro diz que mudança na política de preços da Petrobras irá ‘desabastecer’ o Brasil

Senador garante que seu pai não irá alterar a precificação da estatal e alega que a solução da alta nos preços dos combustíveis passa pelo conselho da empresa

  • 18/05/2022 15h50
Waldemir Barreto/Agência Senado Flávio Bolsonaro Flávio Bolsonaro confirma que seu pai, o presidente da Republica, não irá alterar a política de preços da Petrobras

O senador Flávio Bolsonaro (PL-RJ) afirmou nesta quarta-feira, 18, que seu pai – o presidente Jair Bolsonaro (PL) – não irá mudar a política de preços da Petrobras. Atualmente, a estatal atrela o preço dos combustíveis à cotação do barril de petróleo comercializado no mercado internacional. Segundo o parlamentar, “grande parte da solução desse problema passa por decisão do Conselho da Petrobras, de pegar parte do lucro que ela tem e fazer com que o preço final da bomba diminua, não se de que forma”.

Flávio também alertou para as consequências de uma possível interferência na petroleira, que poderia causar instabilidade no mercado, na variação do dólar e na cotação das ações da companhia. “Com certeza, não vai mudar. […] Se a Petrobras muda a política de preços, a consequência é o desabastecimento do Brasil“, ressalta. Nas últimas semanas, o presidente criticou o lucro da empresa estatal – de R$ 44,5 bilhões no primeiro trimestre deste ano – e classificou o anúncio como um “estupro”. O mandatário também alegou que o país “não aguenta mais reajustes de combustíveis de uma empresa que fatura dezenas de bilhões de reais por ano às custas do povo brasileiro”.

*Contém informações do Estadão Conteúdo