Janja sai em defesa de Moraes após críticas de Musk e diz que magnata ataca soberania brasileira

Dono do X disse que o ministro do STF impõe uma ‘censura agressiva’ no Brasil, e sugeriu que ele renunciasse ao cargo ou sofresse impeachment

  • Por Jovem Pan
  • 08/04/2024 19h39 - Atualizado em 08/04/2024 19h48
Antônio Cruz/Agência Brasil Janja Janja é a favor da regulamentação das redes sociais

A primeira-dama Rosângela da Silva, Janja, saiu em defesa do ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), Alexandre de Moraes, após as críticas do bilionário Elon Musk sobre as decisões da Corte em relação às redes sociais. Segundo ele, as publicações do dono do X (antigo Twitter) atacam “a soberania brasileira”, e representam não só “uma ação coordenada contra a democracia”, mas também “uma ação que visa lucro”. Por meio do X, Janja disse que “liberar contas que haviam sido bloqueadas por decisões judiciais é um desrespeito a uma decisão do judiciário brasileiro. Esses perfis são utilizados para disseminar fake news, ódio e misoginia, e também para sustentar a tentativa de golpe do 08 de janeiro de 2023”. Janja defende a regulamentação das big techs que controlam as redes sociais, pauta reacendida no Congresso que deve analisar o projeto das fake news, e afirma, concordando com o ministro do STF, que as “redes sociais não são terra sem lei!

cta_logo_jp
Siga o canal da Jovem Pan News e receba as principais notícias no seu WhatsApp!

No domingo (7), Musk criticou o ministro do Supremo, acusando-o de impor uma “censura agressiva” no Brasil. Em uma publicação, o empresário mencionou que as restrições impostas por Moraes poderiam resultar no fechamento do escritório da empresa no país e na perda de todas as receitas provenientes do Brasil. O filantrópico chegou a dizer que Moraes deve “renunciar ou sofrer um impeachment” por trair “descaradamente e repetidamente a Constituição e a população do Brasil”. Diante da repercussão do caso, Musk convidou o ministro do STF para uma conversa aberta sobre as decisões da Corte em relação às redes sociais.

 

Comentários

Conteúdo para assinantes. Assine JP Premium.