Ministério Público denuncia delegada Adriana Belém por lavagem de dinheiro

Acusada foi alvo da Operação Calíngula e tinha R$ 1,76 milhões na sua casa; seu sobrinho, Richard Henrique Belém da Silva, também foi denunciado

  • Por Jovem Pan
  • 25/05/2022 20h24
Reprodução / Instagram / @delegadaadrianabelem333 Delegada Adriana Belém Adriana Belém tinha 160 mil seguidores no Instagram e compartilhava fotos de vida de baladas e passeios de lancha

A delegada Adriana Belém foi denunciada nesta quarta-feira, 25, pelo Ministério Público do Rio de Janeiro por suposta lavagem de dinheiro. Seu sobrinho Richard Henrique Belém da Silva também foi alvo do MP. No documento, o promotor Luís Augusto Soares de Andrade argumentou que “a denunciada, com vontade livre e consciente, ocultou a natureza, origem, localização, disposição, movimentação e a propriedade de ao menos R$ 1.768.100,00, valores estes provenientes, direta ou indiretamente, das infrações penais acima referenciadas, em especial, o crime de corrupção passiva”.

O valor de quase R$ 1,8 milhão foi encontrado dentro de bolsas de marcas de luxo em sua casa. Ainda de acordo com o Ministério Público, o responsável pela compra do Jeep Compass, por R$ 181 mil, foi seu sobrinho e o carro, que estava no nome de Richard, foi apreendido pelo poder público. Adriana foi alvo da Operação Calígula, ação que mirou na suposta auxílio policial para que uma rede de jogos de azar, comandada pelo bicheiro Rogério de Andrade e Ronnie Lessa, pudesse atuar no Rio de Janeiro.