Mulher de Roberto Jefferson faz apelo para que ex-deputado seja transferido da prisão para hospital

Em vídeo, Ana Lucia Jefferson diz que marido tem comorbidades e que complexo penitenciário não tem condição de tratá-lo

  • Por Jovem Pan
  • 17/01/2022 18h44
Reprodução Ana Lúcia Jefferson: mulher adulta usando camiseta branca e chorando Ana Lúcia Jefferson faz apelo ao STF para que marido possa receber tratamento médico em hospital

A esposa do ex-deputado Roberto Jefferson, Ana Lúcia Jefferson, fez um apelo para que seja permitida a transferência do marido para um hospital onde possa ser tratado de uma doença, ainda não identificada, que o fez ter febre e sintomas respiratórios. Jefferson está detido no Complexo Penitenciário do Gericinó, em Bangu, no Rio de Janeiro, por ordem do ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Alexandre de Moraes no âmbito do inquérito das milícias digitais. Em vídeo que circula pelas redes sociais, Ana Lúcia diz ter conversado com a médica que atende o marido, e ouvido que ele estaria muito mal. A defesa de Jefferson solicitou uma transferência para o Hospital Samaritano da Barra na última semana, e Moraes pediu ao diretor do presídio que se manifestasse se havia a possibilidade do tratamento ser realizado no próprio complexo, onde o ex-deputado ainda está.

“Eu venho aqui fazer um pedido às autoridades, a quem puder ajudar, ao presidente Bolsonaro, para ele ser transferido para o hospital. Acabei de receber uma ligação da médica, o laboratório ligou para ela, que o D-Dímero dele está altíssimo e o Roberto tem comorbidades, não tem como ficar naquele presídio. [Ele] Precisa ser transferido para o hospital com urgência. Ele está correndo risco de vida. Gente, quem puder, me ajudem, quem for autoridade, olhe por ele, por favor”, diz Ana Lúcia no vídeo, chorando. Os D-Dímeros são partículas que surgem com a degradação da fibrina no sangue, proteína que faz parte da coagulação sanguínea. A alta quantidade de D-Dímeros pode indicar risco maior de trombose venosa profunda (TVP) e tromboembolismo pulmonar (TEP). Os exames de Jefferson indicaram 1598,20 ng/Ml (nanogramas/Mililitro) de D-Dímeros no sangue, quando o valor de referência é de 500 ng/Ml).