Rede aciona STF para que Bolsonaro apresente provas de supostas fraudes eleitorais

Partido pede prazo de dez dias para que o presidente apresente documentação

  • Por Jovem Pan
  • 21/06/2021 19h59
MATEUS BONOMI/AGIF - AGÊNCIA DE FOTOGRAFIA/ESTADÃO CONTEÚDO - 26/05/2021Rede pede que Bolsonaro apresente provas de fraude eleitoral

A Rede Sustentabilidade protocolou um mandado de segurança no Supremo Tribunal Federal (STF) para que o presidente Jair Bolsonaro apresente provas de supostas fraudes eleitorais. O partido pede prazo de 10 dias para que a documentação seja apresentada à Corte. Na live semanal na última quinta-feira, 17, Bolsonaro afirmou que venceu as eleições de 2018 no primeiro turno e que Aécio Neves (PSDB) ganhou da ex-presidente Dilma Rousseff (PT) em 2014.  “As informações que nós tivemos aqui, talvez a gente venha a disponibilizar um dia, é que em 2014 o Aécio ganhou as eleições”, disse. A Rede alega que não há indício de fraude nas eleições e que, como servidor público, Bolsonaro tem obrigação legal de divulgar as provas que diz possuir. O partido argumenta ainda que as alegações são “de extrema gravidade para a credibilidade do sistema eleitoral brasileiro”. O ministro Gilmar Mendes é o relator da ação no STF. Caso Bolsonaro não apresente as provas no prazo estabelecido, a Rede pede a imposição de multa pessoal de R$ 10 mil por dia, com valor revertido para o enfrentamento da pandemia de Covid-19. O partido também requer que o presidente e seus assessores sejam proibidos de se manifestar sobre o assunto caso não apresentem a documentação.