Governo do DF diz ao STF que tornozeleira eletrônica de Daniel Silveira está descarregada desde o dia 17

Seape afirmou que tentou contato com o advogado do deputado, mas não teve sucesso; defesa diz que só vai se manifestar nos autos do processo

  • Por Jovem Pan
  • 25/04/2022 18h39 - Atualizado em 25/04/2022 18h45
DIDA SAMPAIO/ESTADÃO CONTEÚDO O deputado federal Daniel Silveira Daniel Silveira está com a tornozeleira descarregada, segundo a Seape

A Secretaria de Administração Penitenciária do Distrito Federal (Seape) informou ao ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Alexandre de Moraes que a tornozeleira eletrônica do deputado Daniel Silveira (PTB-RJ) está descarregada desde o dia 17 de abril. A pasta disse que entrou em contato com um assessor do parlamentar, que respondeu que as informações sobre o equipamento seriam de responsabilidade do advogado. A Secretaria afirmou que tentou falar com a defesa de Silveira por telefone, mas não teve sucesso.

“Haja vista que o equipamento eletrônico está descarregado até a presente data, não é possível informar, fidedignamente, a localização atual e a real situação do equipamento, nem se houve ou não rompimento da tornozeleira instalada, visto que a descarga completa da bateria impede a coleta de dados”, disse a Seape em ofício enviado ao STF nesta segunda-feira, 25. No início de abril, Moraes fixou multa de R$ 15 mil caso Silveira não cumprisse as medidas cautelares, incluindo o uso da tornozeleira. A Jovem Pan entrou em contato com o advogado do deputado, Paulo César de Faria. Ele não quis comentar e afirmou que a defesa só vai se manifestar nos autos do processo.