Senado aprova volta da gratuidade no despacho de bagagens nos aeroportos

Orientação do governo federal foi de voto contrário à medida; proposta irá retornar à Câmara dos Deputados devido a mudanças realizadas no texto

  • Por Jovem Pan
  • 17/05/2022 21h57
MARIVALDO OLIVEIRA/ESTADÃO CONTEÚDO MARIVALDO OLIVEIRA/CÓDIGO19/ESTADÃO CONTEÚDO Congressistas podem aprovar a isenção na cobrança por bagagem despachada em aeroportos brasileiros

O Senado Federal aprovou nesta terça-feira, 17, a volta do despacho gratuito de bagagem os aeroportos brasileiros. A decisão sinaliza uma derrota das companhias aéreas e do governo federal, que orientou voto contrário à medida. No total, foram 53 votos favoráveis e 16 contrários e o texto agora irá voltar à Câmara dos Deputados, uma vez que a proposta sofreu alterações. O líder do PL no Senado, Carlos Portinho (PL-RJ), mostrou-se insatisfeito com a votação e afirmou que o posicionamento dos congressistas pode aumentar o preço das passagens no futuro. “A gente manter o texto da Câmara vai fazer com que paguemos no futuro um preço maior (nos bilhetes). […] O sentimento de que os custos e os preços estão elevados não pode ter como resposta uma medida para elevar custos. Elevação de custos essa que penaliza os atuais operadores e contribui para afastar potenciais concorrentes Não existe almoço grátis”, alegou. Caso aprovado novamente na Câmara, o texto seguirá para sanção do presidente Jair Bolsonaro (PL).