Por motivo de saúde, Jimmy Carter deixa Guiana na véspera da eleição

  • Por Agencia EFE
  • 14/05/2015 16h03

Washington, 10 mai (EFE).- O ex-presidente americano Jimmy Carter, de 90 anos, teve que encurtar por motivos de saúde neste domingo sua visita à Guiana, onde sua fundação realiza uma missão de observação eleitoral sobre o pleito geral de amanhã.

“O presidente Carter não estava se sentindo bem e deixou hoje a Guiana para retornar a Atlanta. A missão de observação eleitoral continua seu trabalho”, informou hoje o Carter Center em breve comunicado, sem dar detalhes sobre estado de saúde do político.

Nas últimas semanas, observadores do Carter Center realizaram inspeções nos dez distritos eleitorais da Guiana e fizeram reuniões com os partidos políticos que participam do pleito.

Carter desempenhou um papel fundamental no estímulo das reformas que resultaram nas eleições livres e justas de 1992 na Guiana.

Cerca de 440 mil eleitores devem ir às urnas amanhã para escolher o novo presidente do país, onde o atual partido governante já está há mais de duas décadas no poder.

O pleito contará, além disso, com a supervisão dos países da Comunidade do Caribe (Caricom) e a Organização dos Estados Americanos (OEA). EFE