Porta-voz da Casa Branca cita ataque terrorista inexistente em entrevista

  • Por Estadão Conteúdo
  • 09/02/2017 14h40
Sean Spicer - EFE

Porta-voz da Casa Branca, Sean Spicer citou um suposto ataque terrorista em Atlanta ao argumentar a favor da proibição imposta pelo presidente dos EUA, Donald Trump, de que pessoas de sete países de maioria muçulmana entrem no país – a decisão é discutida na Justiça. Durante entrevista à rede ABC, Spicer tratou do ataque em Atlanta como se ele tivesse sido cometido por alguém que entrou do exterior. Segundo o jornal The Independent, é pelo menos a terceira vez que o funcionário citou esse episódio.

O Independent lembra, porém, que o último ataque terrorista grande ocorrido em Atlanta foi há 21 anos, cometido por um terrorista de direita da Flórida. Spicer mencionou, portanto, um ataque inexistente na história recente americana.

Outro episódio similar ocorreu com a assessora da Casa Branca Kellyanne Conway, que falou sobre um suposto ataque em Bowling Green, Kentucky. Posteriormente, ela pediu desculpas e disse que se arrependeu por ter citado um ataque inexistente.