Potencial de relações do Brasil com a Índia é um “círculo virtuoso”, diz Serra

  • Por Jovem Pan
  • 17/10/2016 12h15
Brasília - Entrevista do ministro de estado das Relações Exteriores, José Serra (Wilson Dias/Agência Brasil)Ministro de estado das Relações Exteriores

Em entrevista exclusiva à Jovem Pan, o ministro das Relações Exteriores, José Serra, afirmou que as reuniões do Brics foram muito produtivas e que o potencial de relações com a Índia é um “círculo virtuoso” que deve ser fortalecido.

Na Índia para reuniões com os países do Brics (Rússia, Índia, China e África do Sul), Serra ressaltou o potencial da relação bilateral com o país. “Temos um potencial com a Índia imenso. Mais comércio significa mais eficiência para a nossa economia, mais venda dos nossos produtos”, disse.

A intenção, segundo o ministro, é abrir a Índia para o material de defesa fabricado no Brasil, de modo a conseguir maiores investimentos. “É um círculo virtuoso para ser muito fortalecido e enfatizado em reuniões como essa”.

No caso da China, grande importadora de produtos básicos, a intenção do Governo brasileiro é atrair o país para a infraestrutura. “É o que vai permitir diminuir o Custo-Brasil, que torna nossa competitividade maior”, ressaltou.

José Serra explicou que os Brics tiveram avanços em relação ao comércio durante a reunião. Cerca de 500 produtos serão selecionados para que se dê preferência comercial a estes.

“O que significa diminuir alíquotas, taxas de impostos. Vamos ter essa lista em novembro e, se Deus quiser, em fevereiro vamos poder aprovar isso. O comércio já vai ter um arranque”. Há, no entanto, a barreira sanitária. Competitivo na carne de frango, o Brasil encontra-se “empacado”, segundo Serra.