Prefeito de Toronto nega vínculo com assassinato de criminoso

  • Por Agencia EFE
  • 29/01/2014 17h57

Toronto (Canadá), 29 jan (EFE).- O prefeito de Toronto, Rob Ford, negou nesta quarta-feira ter qualquer relação com o assassinato de um criminoso com quem foi fotografado em 2013 e anunciou que processará por difamação quem sugerir esse vínculo.

Ford declarou hoje ao jornal “Toronto Sun” que não teve “nada a ver” com o assassinato de Anthony Smith, baleado nas ruas de Toronto em 28 de março de 2013. O crime aconteceu pouco depois de um grupo de traficantes gravar um vídeo de Ford fumando “crack” em uma casa na cidade.

Vários indivíduos tentaram vender o vídeo à imprensa do Canadá e dos Estados Unidos por US$ 200 mil.

Em maio de 2013, outro veículo, o “Toronto Star” publicou uma foto que mostra Ford abraçado com Smith. Aparentemente, a foto foi tirada na mesma noite em que o vídeo foi gravado.

Uma investigação policial revelou que pessoas próximas a Ford tentaram pegar o vídeo assim que souberam de sua existência, em maio de 2013.

David Price, amigo íntimo da Ford e que era seu braço direito na prefeitura de Toronto, admitiu em uma conversa com o então chefe de gabinete do prefeito que pensava que o assassinato de Smith estava relacionado com a existência do vídeo.

A polícia posteriormente disse que o assassinato de Smith era consequência da disputa com um grupo rival. EFE