Prefeitura estuda liberar entregas noturnas de mercadorias em outras regiões de São Paulo

  • Por Jovem Pan
  • 03/10/2014 09h22

A prefeitura de São Paulo estudou liberar entrega noturna de mercadorias em outras regiões da cidade, mas moradores temem que medida tire sossego da vizinhança. Em outubro, projeto-piloto permitirá a carga e a descarga noturna no quadrilátero das avenidas Pacaembu, Pompeia, Doutor Arnaldo e Marginal Tietê.

A autorização deverá valer em locais que possuem áreas de estacionamento como shoppings, supermercados e lojas de materiais de construção. O prefeito Fernando Haddad afirmou a Anderson Costa que a medida poderá ser adotada em outras regiões, desde que não atrapalhe a Lei do Silêncio.

O presidente do Sindicato das Empresas de Transporte de Carga do Estado de São Paulo aponta que a preocupação dos moradores é legítima. No entanto, Manoel Souza Lima Júnior ressaltou que a medida vai retirar caminhões VUC da cidade nos horários de maior movimento.

O membro do Conselho Deliberativo da Associação Viva Pacaembu ressaltou que caminhões maiores já provocaram transtornos no bairro durante obras. O engenheiro e urbanista Pedro Py afirmou que ainda é cedo para se chegar a alguma conclusão sobre os transtornos que poderão ser causados.

O Setcesp garante que serão tomados cuidados especiais para que caminhões não tirem o sossego da vizinhança, como a retirada de alarmes de ré. A entidade avalia que, caso a medida seja aprovada, ela poderá resultar em reduções no valor do frete das mercadorias.