Premiê da Polônia diz que único caminho para a Grécia é deixar zona do euro

  • Por Agencia EFE
  • 05/07/2015 20h07

Berlim, 5 jul (EFE).- A primeira-ministra da Polônia, Ewa Kopacz, afirmou neste domingo, após a vitória do “não” no referendo da Grécia, que o único caminho para o governo de Atenas é sair da zona do euro.

Em entrevista à emissora “TVN 24”, Kopacz avaliou que os gregos não estavam preparados para percorrer “o duro caminho das reformas” e criticou os políticos do país pela incapacidade.

Depois de mostrar respeito pelos cidadãos gregos, a primeira-ministra polonesa afirmou que eles foram “vítimas de políticos populistas” e alertou que a Europa não tem pronto o roteiro para saber como atuar após essa situação.

Na semana passada, o ministro da Economia da Polônia, Janusz Piechocinski, advertiu sobre “os enormes efeitos desestabilizadores” que uma eventual saída da Grécia do euro poderia ter sobre a economia do país. Apesar de estar na União Europeia (UE), a Polônia mantém sua moeda própria, o zlóti. EFE