Presidente confirma falecimento de García Márquez, “o maior colombiano”

  • Por Agência EFE
  • 17/04/2014 17h45

O presidente colombiano, Juan Manuel Santos, confirmou nesta quinta-feira a morte do Nobel de Literatura de 1982, Gabriel García Márquez, que faleceu na Cidade do México aos 87 anos de idade.

“Mil anos de solidão e tristeza pela morte do maior colombiano de todos os tempos! Solidariedade e condolências à família”, escreveu o presidente em sua conta no Twitter.

Fontes da família informaram aos meios de comunicação mexicanos sobre o falecimento do autor de “Cem Anos de Solidão” em sua casa do sul da capital mexicana, acompanhado por parte de seus familiares.

Em outra mensagem, o chefe de Estado se referiu a García Márquez como um “gigante” da literatura universal, daqueles que “nunca morrem”.

Gabriel García Márquez nasceu em 6 de março de 1927 em Aracataca, uma cidade do departamento colombiano de Magdalena, na região do Caribe que inspirou sua obra.

A saúde do Nobel colombiano tinha se deteriorado na últimas semanas por conta de complicações respiratórias, sendo interando em um hospital da capital mexicana, de onde saiu para continuar sua luta em casa, onde faleceu.

Nas cercanias da casa há especiais medidas de segurança, enquanto estão chegando vários jornalistas para seguir de perto os fatos.