Presidentes de China e Coreia do Sul se reúnem em véspera do desfile militar

  • Por Agencia EFE
  • 02/09/2015 20h20

Pequim, 2 set (EFE).- O presidente da China, Xi Jinping, se reuniu nesta quarta-feira com a presidente da Coreia do Sul, Park Geun-hye, um dia antes de participarem na Praça de Praça da Paz Celestial, em Pequim, do desfile comemorativo pela derrota japonesa na Segunda Guerra Mundial, na qual chineses e coreanos foram aliados.

No encontro, Xi agradeceu a presença de Park no desfile, um dos poucos chefes de Estado dos países desenvolvidos a aceitar o convite para o ato militar. Ele destacou que China e Coreia do Sul “fizeram grandes contribuições na guerra contra o fascismo”.

De acordo com a porta-voz do Ministério das Relações Exteriores chinês, Hua Chunying, disse que Xi ressaltou que 70 anos depois a cooperação entre os dois países é um sucesso e a China está disposta a continuar promovendo os laços bilaterais para o desenvolvimento.

Sobre o conflito latente entre as duas Coreias, o presidente chinês voltou a dizer que seu governo mantém a postura em favor da manutenção da paz e a estabilidade da região, além de promover uma solução pacífica das tensões através do diálogo e da negociação.

Park, segundo a fonte diplomática chinesa, se mostrou de acordo com as palavras de Xi no referente a buscar por novas vias para aumentar a cooperação e formas para manter a paz e a estabilidade na península.

Outro destacado político sul-coreano, o secretário-geral das Nações Unidas, Ban Ki-moon, também estará na tribuna de autoridades para assistir ao desfile militar na Praça da Paz Celestial.

A Coreia do Norte, regime que a China apoiou durante a Guerra da Coreia (1950-53) contra o Sul, não estará representada por seu líder máximo, Kim Jong-un, que não saiu nunca do país desde sua chegada ao poder. Em seu lugar estará o vice-marechal Choe Ryong-hae, membro do Partido dos Trabalhadores de Coreia. EFE