Preso na Grécia último líder do Amanhecer Dourado que estava em liberdade

  • Por Agencia EFE
  • 10/07/2014 11h56

Atenas, 10 jul (EFE).- A Justiça da Grécia determinou nesta quinta-feira a prisão preventiva do porta-voz do grupo parlamentar Amanhecer Dourado (AD), Ilias Kasidiaris, último líder do partido neonazista que ainda estava em liberdade.

Kasiriadis, que foi preso em outubro do ano passado por pertencer a um grupo criminoso mas que obteve liberdade condicional, precisou se apresentar hoje em um tribunal por outra acusação, de posse ilegal de armas.

Ao chegar na audiência, o líder neonazista afirmou à imprensa que possuía dois fuzis de caça legalizados.

Como vem ocorrendo cada vez que um dos seus membros é convocado pela Justiça, seguidores do partido se reuniram na porta do tribunal para protestar contra o Estado e o judiciário.

Com Kasiriadis, já são oito os deputados do Amanhecer Dourado presos, metade do grupo parlamentar.

Além disso, outros três parlamentares se encontram em prisão domiciliar, embora com direito a participar das sessões no plenário.

Portanto, apenas cinco dos 16 deputados de AD se encontram atualmente em liberdade, todos em regime condicional.

Por enquanto ainda não se sabe quando começará o julgamento do Amanhecer Dourado por vários crimes, entre eles o assassinato do rapper e militante de esquerda Pavlos Fyssas por um suposto simpatizante do AD em 17 de setembro de 2013.

Apesar de todas as acusações contra seus dirigentes, o Amanhecer Dourado se transformou nas recentes eleições europeias no terceiro partido mais votado na Grécia, com apoio de 9,4%.

Kasiriadis obteve 16% dos votos nas eleições para prefeito de Atenas, realizas em maio. EFE