Preso no Paraguai suposto membro da maior facção criminosa brasileira

  • Por Agencia EFE
  • 03/06/2014 14h17

Assunção, 3 jun (EFE).- A polícia do Paraguai prendeu na cidade de Pedro Juan Caballero um homem identificado como Ledson Moura da Silva (“Ledinho), integrante de uma facção criminosa que age de dentro dos presídios e procurado pela justiça brasileira por duplo homicídio e tráfico de drogas.

“Ledinho”, considerado um homem forte dentro da facção criminosa, foi preso em sua casa, ontem, na cidade localizada no departamento de Amambay, que fica na fronteira com o Brasil.

Moura da Silva era encarregado de enviar drogas ao Brasil e de realizar transações bancárias do grupo criminoso, segundo provas encontradas em sua residência pela polícia do Paraguai, entre elas identidades falsas.

O suspeito tem contra si uma ordem de prisão até 2013. Ledinho, de 30 anos, é um dos criminosos mais procurados pela polícia do Espírito Santo.

A polícia encontrou em sua casa três carros de luxo e uma motocicleta com placas do Brasil, uma pistola 9 milímetros com dois carregadores e 15 cartuchos, um lote de joias e vários telefones celulares com cartões de várias companhias.

O Paraguai se transformou em um centro de transporte e produção de cocaína, onde facções criminosas brasileiras operam para abastecer a demanda do país, segundo a Secretaria Nacional Antidrogas (Senad).

Além disso, o Paraguai é o maior produtor de maconha da região, onde são cultivados ilegalmente 30 mil toneladas da droga a cada ano, sendo que 80% são vendidas para o mercado brasileiro, segundo a Senad. EFE