Primeiro-ministro e milionário disputam segundo turno na Eslováquia

  • Por Agencia EFE
  • 15/03/2014 22h43

Praga, 15 mar (EFE).- O primeiro-ministro social-democrata Robert Fico e o milionário Andrej Kiska disputarão o segundo turno das eleições presidenciais da Eslováquia, já que nenhum deles conseguiu neste sábado a metade mais um dos votos na votação para escolher o novo chefe do Estado.

Com 95% das urnas apuradas, Fico ficou em primeiro com 28% dos votos. No segundo turno, que acontece no próximo dia 29, enfrentará Andrej Kiska, empresário e agora filantropo que obteve 24% dos votos, para suceder o atual presidente, Ivan Gasparovic.

A participação de 42,8% dos eleitores foi a mais baixa de todas as presidenciais realizadas desde 1999, quando começaram as eleições diretas.

Fico, de 49 anos, é um político veterano que começou sua caminhada no Partido Comunista, depois fundou o social-democrata SMER, e se candidatou à presidência por se considerar “preparado” para assumir o desafio, que arredondaria sua trajetória política.

Já Andrej Kiska, de 51 anos, que valorizou ser um candidato independente, sem nenhuma afiliação política, dirige uma importante ONG contra o câncer após ter se dedicado durante anos aos negócios.

O presidente tem o poder de nomear o primeiro-ministro, o comandante-chefe e generais das Forças Armadas, ratificar nomes que compõem o poder judiciário e assinar tratados internacionais, mas suas atribuições são limitadas e tem um papel mais bem institucional.

Esta é a quarta vez que o país elege um presidente de maneira direta.EFE

gm/cd