Primeiros feridos de zonas rurais do Nepal começam a chegar a Katmandu

  • Por Agencia EFE
  • 28/04/2015 12h11

Katmandu, 28 abr (EFE).- Os primeiros feridos procedentes de zonas rurais começaram a chegar a Katmandu nesta terça-feira em busca de ajuda médica após o terremoto de 7,8 graus que devastou o Nepal no sábado e que interditou boa parte das conexões terrestres entre a capital e os povos próximos.

“Já começaram a chegar. Mas virão muito lentamente”, disse à Agência Efe o médico Adhiya Singhal do Hospital Teaching Hospital, que concentra a maioria dos feridos do desastre natural.

Uma enfermeira voluntária da ONG Nurse Teach Reach, Lucy Rowe, indicou à Agência Efe que a ajuda começou a chegar aos povos.

“Mas a maioria da ajuda é muito ruim. E muita gente ainda não foi contatada”, afirmou a enfermeira.

O terremoto atingiu o vale central do Nepal onde está situada Katmandu e vários povos, muitos dos quais continuam com as comunicações terrestres cortadas e as autoridades trabalham para reabrir as estradas.

O número de mortos pelo terremoto alcançou hoje 5.057 e o de feridos 10.915, enquanto o número de deslocados internos ficou situado em mais de 450 mil pessoas.

Os trabalhos de resgate continuam dificultados pelo mau tempo e pelas carências do país asiático para responder a um desastre de tal magnitude, enquanto esgota-se o tempo para encontrar sobreviventes entre os escombros. EFE