Procurador pede 22 anos de prisão a Azeredo por envolvimento no mensalão mineiro

  • Por Jovem Pan
  • 07/02/2014 20h17

O Supremo Tribunal Federal está pronto para julgar um novo mensalão. Trata-se do mensalão mineiro. O Procurador-Geral da República, Rodrigo Janor, pede a prisão do deputado e ex-governador de Minas Gerais, Eduardo Azeredo.

Nas alegações finais, o Procurador pede a condenação e prisão por 22 anos do deputado por peculato e lavagem de dinheiro. O operador desse esquema também é o publicitário Marcos Valério, condenado a 37 anos de prisão por envolvimento no outro mensalão.

A defesa de Azeredo nega que o ex-governador tenha sido o mentor do esquema para arrecadar dinheiro para as eleições de 1998. De acordo com a Procuradoria-Geral da República, pelo menos R$ 3,5 milhões foram desviados para a campanha de Azeredo.