Produção de veículos no Brasil despenca em junho

  • Por Reuters
  • 06/07/2015 12h34
GRAVATAÍ, SC - 10.06.2015: MONTADORA-DEMISSÕES - Pátio da General Motors na cidade de Gravataí, no Rio Grande do Sul. Funcionários da montadora e das empresas sistemistas ficarão parados entre os dias 15 e 28 de junho. (Foto: Leonidas Cardoso/Raw Image/Folhapress)Pátio da General Motors na cidade de Gravataí

A produção brasileira de veículos em junho caiu quase 15% sobre o mesmo mês do ano passado, com montadoras reduzindo atividade diante da forte retração do mercado interno e apesar de uma aceleração nas exportações.

A produção de junho somou 184 mil carros, comerciais leves, caminhões e ônibus novos, com quedas em todas as linhas, informou nesta segunda-feira a associação de montadoras, a Anfavea.

O setor, responsável por boa parte do PIB industrial do país, encerrou o semestre com queda de 18,5% na produção, para 1,277 milhão de unidades. A queda no semestre esta acima do ritmo previsto para o ano pela Anfavea, de 17,8%, para 2,58 milhões de veículos.

Somente em caminhões, a produção caiu 35,5% em junho sobre junho de 2014, acumulando no semestre tombo de 45,2%. O presidente da Anfavea, Luiz Moan, afirmou que a produção de caminhões em junho só não foi menor que a produção de junho de 1999.

“A confiança dos consumidores está bastante abalada”, disse Moan a jornalistas.

O setor encerrou junho com estoques de 338,8 mil veículos ante 361 mil em maio. “Até pelo menos o final de agosto, a política de ajuste de produção das montadoras estará presente”, disse Moan.

O executivo declarou que até junho, 36 mil trabalhadores do setor estavam em licença remunerada, equivalente a cerca de 27% da força de trabalho do setor. Ele defendeu a adoção pelo governo federal de medidas que ajudem na manutenção dos empregos da indústria.

As vendas de veículos novos no mercado interno em junho caíram 19,4% sobre o mesmo mês de 2014, para 212,5 mil unidades, acumulando queda de 20,7% no semestre, a 1,32 milhões de unidades.

Já as vendas externas de veículos e máquinas agrícolas em valores encerraram junho em alta de 20,1% sobre o mesmo mês do ano passado, a 1 bilhão de dólares, mas caíram 19,7% sobre maio e fecharam a primeira metade do ano em baixa de 7,4%.

Em unidades, as exportações de autoveículos montados do mês passado dispararam 96,8% sobre junho do ano passado, a 48,1 mil unidades, com países como México, Peru e Chile avançando dois dígitos, disse Moan. Em máquinas agrícolas, as vendas externas em unidades caíram 9%, a 1,1 mil unidades.

Moan explicou que as diferenças entre o comportamento das exportações em valores e em unidades está no mix de produtos vendidos ao exterior, de menor valor.