Professores fazem manifestação e anunciam início de greve dia 15 de março

  • Por Jovem Pan
  • 08/03/2017 18h15 - Atualizado em 04/04/2017 16h32
SP - ATO/DIA INTERNACIONAL DA MULHER/SP - GERAL - Mulheres participam do ato ?8M: Paralisação Internacional das Mulheres SP?, pela igualdade de gênero em todas as esferas públicas e particulares, pela legalização do aborto e contra a violência, na Avenida Paulista, região centro-sul da capital, na tarde desta quarta-feira. 08/03/2017 - Foto: NELSON ANTOINE/AGIF/ESTADÃO CONTEÚDO NELSON ANTOINE/AGIF/ESTADÃO CONTEÚDO A manifestação dos professores se juntou ao ato realizado pelo Dia Internacional das Mulheres

Professores das redes municipal e estadual fizeram uma manifestação nesta quarta-feira (8) contra a reforma da Previdência proposta pelo governo do presidente Michel Temer. O protesto fechou os dois sentidos da avenida Paulista e parou o trânsito no local. Os carros só voltaram a circular normalmente por volta das 18h.

A manifestação dos professores se juntou ao ato realizado pelo Dia Internacional das Mulheres. Antes disso, uma assembleia definiu o início de uma greve no sistema educacional da rede municipal de São Paulo, que ocorrerá no dia 15 de março.