Província canadense enfrenta surto de sarampo, com 119 casos confirmados

  • Por Agencia EFE
  • 11/03/2015 15h15

Toronto (Canadá), 11 mar (EFE).- As autoridades da área de saúde da província de Québec, no Canadá, disseram nesta quarta-feira que o surto de sarampo no território disparou até 119 casos confirmados e que o número pode aumentar nas próximas semanas.

Anne-Marie Blanchard, diretora de Departamento de Saúde Pública de Québec, revelou hoje durante uma entrevista coletiva que um dos pacientes é um estudante da Escola Integrada de Saint-Pierre e que seus 700 estudantes e funcionários podem ter sido infectados com sarampo.

As autoridades de saúde de Québec também confirmaram que todos os casos registrados na província francófona do Canadá estão relacionados com um grupo de quebequenses que contraíram a doença após viajar ao parque temático Disneylândia, na Califórnia (Estados Unidos).

O parque foi apontado pelas autoridades de saúde americanas como o epicentro de um surto de sarampo que afetou vários estados nos Estados Unidos.

Em Québec, a maioria das pessoas afetadas pelo surto infeccioso não estavam vacinadas contra o sarampo.

Nas últimas semanas, a aparição de dois casos de sarampo em Toronto e Québec obrigou as autoridades canadenses a lançar campanhas para mostrar o crescente número de pessoas na América do Norte que se opõem às vacinas por acreitar que são um risco à saúde infantil.

Apesar das vacinas demonstrarem sua efetividade para combater doenças e a prática inexistência de efeitos colaterais graves, no Canadá e Estados Unidos cresceu o movimento denominado “anti-vaxxers” que se opõe à vacinação.

Uma recente pesquisa realizada no Canadá mostrou que 40% das famílias que rejeitam as vacinas são de classe média-alta, com renda superior aos US$ 100 mil ao ano, e que 38% dos pais possuem diplomas universitários. EFE