Putin lembra autoridade exercida por Sharon no cenário internacional

  • Por Agencia EFE
  • 11/01/2014 13h25

Moscou, 11 jan (EFE).- O presidente da Rússia, Vladimir Putin, enviou neste sábado um telegrama ao primeiro-ministro israelense, Benjamin Netanyahu, para expressar seu pesar pela morte de Ariel Sharon, a quem qualificou como um grande estadista e militar, destacando sua grande autoridade no cenário internacional.

O líder do Kremlin elogiou as qualidades pessoais do ex-primeiro-ministro israelense, seu trabalho na defesa dos interesses de seu país, e deu ênfase ao grande respeito dos israelenses por ele.

Putin ressaltou que, na Rússia, Sharon será lembrado como um defensor das relações de amizade russo-israelenses que fez uma grande contribuição pessoal à consolidação da cooperação bilateral.

O presidente russo também enviou suas condolências a parentes e amigos de Sharon, assim como a todo o povo de Israel.

Um dos políticos mais exaltados e ao mesmo tempo controvertidos da história de Israel, Ariel Sharon faleceu hoje aos 85 anos no hospital onde estava internado em Tel Aviv desde 2006, quando um derrame cerebral o deixou em coma.

Sua saúde começou a se deteriorar há dois meses e meio, e nos últimos dias ele sofria de uma insuficiência renal que afetou vários de seus órgãos vitais e o mantinha em estado crítico. EFE