Quase metade dos mortos no atentado em casamento na Turquia eram crianças

  • Por Estadão Conteúdo
  • 22/08/2016 10h18
SDT120. Gaziantep (Turkey), 21/08/2016.- Relatives of victims killed in a bomb attack on a pre wedding party on 20 August evening mourn in front of the forensic medicine institute in Gaziantep, in the southeast of Turkey, 21 August 2016. At least 30 people were killed in a suicide attack late 20 August during a henna night (a ceremony at the day before wedding) at a street in the Sahinbey district of Gaziantep city, local media reported. (Atentado, Turquía) EFE/EPA/SEDAT SUNAParentes de vítima do atentado de Gaziantep

Pelo menos 22 vítimas das 53 mortes no atentado a bomba durante um casamento na cidade de Gaziantep, no sul da Turquia, eram crianças com menos de 14 anos, informou uma autoridade que não pôde ser identificada, pois não estava autorizada a falar com a imprensa. O ataque foi realizado por um menino-bomba de 12 anos.

O ataque deixou mais de 100 pessoas feridas e foi o mais cruel neste ano. De acordo com autoridades, o ataque teve traços do grupo Estado Islâmico.

As autoridades ainda estão tentando identificar a criança que realizou o ataque que, segundo o presidente do país, Recep Tayyip Erdogan, ela tem entre 12 e 14 anos.

O ministro de Relações Exteriores, Mevlut Cavusoglu, disse nesta segunda-feira que o seu país está determinado a lutar contra os extremistas do grupo Estado Islâmico tanto dentro da Turquia, quanto na Síria, e que a Turquia iria fornecer todo o tipo de apoio necessário para fazer uma “limpeza” dos extremistas na fronteira da Turquia com a Síria. Fonte: Associated Press.