Queda nas vendas de automóveis causa mais de 12 mil demissões só este ano

  • Por Jovem Pan
  • 06/05/2015 10h38
Renato Stockler/Folhapress Carros Flex rendem mais

Queda de 20% nas vendas de automóveis leva ao fechamento de 250 concessionárias e 12 mil demissões somente neste ano. O setor acumula 893 mil unidades vendidas nos primeiros quatro meses contra 1,105 milhão no mesmo período de 2014. Em abril, os emplacamentos de automóveis, comerciais leves, caminhões e ônibus caíram 25% na comparação com o ano passado.

Para o presidente da Federação Nacional de Distribuição de Veículos (Fenabrave), Alarico Assumpção Júnior, a crise supera as expectativas. “Nós encontramos muito mais limitação e dificuldade. Nós tínhamos uma crença que jamais poderia chegar nesse nível que chegamos”, conta.

O segmento de caminhões pesados registrou queda de 46% nas vendas em abril, na comparação com o mesmo período do ano passado.

Em entrevista a Marcelo Mattos, a economista Tereza Fernandes diz que a crise agora é mais grave do que situação mundial em 2008. “As condições internas do país eram totalmente diferentes: as famílias não estavam endividadas, a gente tinha uma geração de renda mais elevada e efetivamente o governo tinha facilidade daquele momento de incentivos fiscais”, relembra.

A Fenabrave espera que as vendas atinjam mais de 2,8 milhões de carros este ano, contra quase 3,5 milhões de 2014, queda de 19%.

A redução nas vendas levou as montadoras a afastar 13 mil metalúrgicos das linhas de produção, 8 mil só na Volkswagem em São Bernardo do Campo.