A realidade de quem depende do sistema único de saúde em São Paulo

  • Por Jovem Pan
  • 29/09/2015 22h09
SÃO GONÇALO, RJ, BRASIL, 01-03-2012, 12h00: Pessoas na sala de observação do Pronto Socorro Municipal de São Gonçalo, região metropolitana do Rio de Janeiro. O ministério da Saúde divulga o Índice de Desempenho do SUS (Sistema Único de Saúde) e o município de São Gonçalo e um dos piores. (Foto: Daniel Marenco/Folhapress, COTIDIANO)Pronto Socorro Municipal de São Gonçalo

Por uma semana, nossa reportagem percorreu hospitais da capital paulista para retratar a realidade de quem depende do sistema único de saúde. Seja vinculado aos governos federal, estadual ou municipal, todas as unidades enfrentam os mesmos problemas: superlotação, falta de materiais básicos, poucos profissionais e longas filas de espera. Além, é claro, de um verdadeiro “pula-pula” de especialistas e filas para conseguir solucionar um problema de saúde. A reportagem é de Helen Braun, com produção de Clayton Ubinha e sonoplastia de Aloisio Mathias.

*Ouça a matéria completa no áudio acima