“A receita seria prometer menos e fazer mais”

  • Por Jovem Pan
  • 20/03/2014 16h26
Sérgio Lima/Folhapress Luiz Fernando Furlan

Luiz Fernando Furlan, 68 anos, é ex-ministro do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior. Atuou durante 16 anos no Grupo Sadia, chegando à presidência do Conselho de Administração da empresa. Graduado em Engenharia Química e Administração de Empresas, especializou-se em Administração Financeira na Fundação Getúlio Vargas (FGV) e em Aprimoramento Empresarial na Universidade de São Paulo (USP).

O que fazer por um Brasil Melhor?

Furlan diz que o “Brasil está sofrendo de uma falta de entrega de resultados”. Na visão do ex-ministro, “as pessoas se decepcionam porque as coisas atrasam, não andam, e a população sofre com isso direta ou indiretamente”.

“A receita seria prometer menos e fazer mais”, avalia. Furlan conta que, enquanto trabalhava na área de mercado de capitais da empresa, aprendeu o conceito de “underpromessing and underdelivering” (promessa baixa e entrega alta). Se a pessoa promete 100% e entrega 110%, gera uma surpresa agradável. Agora, se o indivíduo, ou a empresa, ou o governo promete 100% e devolve 80%, recebe apenas vaia.

“O Brasil tem que entregar as coisas, tem que fazer e entregar, seja no setor público, seja nas concessionárias, no setor privado”, diz. “A gente tem que ter compromisso com o resultado, resultado não só econômico, resultado efetivo”, conclui Luiz Fernando Furlan.