Reconstrução Fotográfica tentará revelar identidade de cabeça encontrada em SP

  • Por Jovem Pan
  • 28/03/2014 18h06
SÃO PAULO,SP,27.03.2014:CABEÇA/SÉ/CRIME - Morador de rua encontra uma cabeça dentro de um saco plástico na manhã desta quinta-feira (27), na Praça da Sé, no centro de São Paulo, SP. O morador acionou a Guarda Civil Metropolitana (GCM). A Polícia Civil investiga se o caso tem relação com as partes de um corpo esquartejado deixadas em sacos próximo ao cemitério da Consolação, em Higienópolis. (Foto: Dario Oliveira/Futura Press/Folhapress)Cabeça é encontrada na Sé

A polícia tenta realizar uma reconstrução fotográfica do rosto pertencente à pessoa cuja cabeça foi encontrada na Praça da Sé, em São Paulo nesta quinta-feira. A parte do corpo já estava em avançado processo de decomposição. A cabeça pertence a um homem branco entre 30 e 40 anos, cabelos escuros e bigode.

O delegado do DHPP (Departamento de Homicídios e de Proteção à Pessoa), Itagiba Franco, não sabe se o resultado do método vai ser divulgado. “Se der certo, aí possivelmente, com a autorização da diretora do departamento, drª Elisabete, vamos ver até que ponto é conveniente divulgar ou mão, se é aproveitável”.

O delegado deve concentrar as investigações na região do Brás. A cabeça foi deixada mais recentemente na Praça da Sé porque a equipe de limpeza havia passado por lá um pouco antes.

Caso semelhante

A polícia também aguarda exames de DNA do Instituto Médico Legal para ver se a cabeça é da mesma pessoa cujos membros do corpo foram encontrados esquartejados em Higienópolis, no último fim de semana. 

A delegada-diretora do DHPP, Elisabete Sato, numa conversa informal com a imprensa, disse que os exames podem demorar até duas semanas, isso se for possível aproveitar os tecido da cabeça. Se for necessário um exame de tecido ósseo, pode demorar mais.