Reforma do sistema migratório é considerada urgente para 80% dos eleitores

  • Por Agencia EFE
  • 09/07/2014 20h35

Washington, 9 jul (EFE).- Uma pesquisa divulgada nesta quarta-feira mostrou que 80% dos eleitores americanos querem que o Congresso atue este ano para avançar em uma reforma do sistema migratório, apesar da divisão entre os republicanos e as eleições legislativas de novembro terem frustrado essa possibilidade.

A pesquisa do New American Economy, órgão que reúne políticos republicanos e democratas pela promoção econômica, mais de 60% dos eleitores apoiam uma reforma migratória que deixe aberta a possibilidade de conceder a cidadania a jovens que chegaram ilegalmente ao país quando ainda eram crianças.

O plano, aprovado pelo Senado, mas que ainda precisa ser debatido na Câmara dos Representantes, prevê um reforço da segurança na fronteira para posteriormente deixar aberta a possibilidade de regularizar a situação de 11 milhões de imigrantes ilegais que vivem atualmente nos Estados Unidos.

54% dos republicanos apoiam esse plano e 37% se opõem, mas mesmo assim a ala mais conservadora do partido, o Tea Party, barrou qualquer possibilidade de o projeto de lei avançar na Câmara dos Representantes.

Dois em cada três eleitores estão a favor de que seja dado status legal aos imigrantes ilegais, que na grande maioria trabalham e contribuem para economia americana.

A pesquisa, realizada nacional e mais profundamente em 26 estados, mostrou que 71% dos eleitores se inclinaria em 2016 por um candidato a presidência que apoie uma reforma migratória, contra 15% que prefeririam um que se opusesse a ela.

Foram entrevistados mil eleitores entre 24 e 28 de junho. A pesquisa tem margem de erro de 3,1%. EFE